Uso de caldos prontos nas refeições pode causar gastrite e outros problemas

publicado em:1/03/18 3:29 PM Dicas

O uso de caldos prontos, encontrados em pequenos sachês ou tabletes nos supermercados, é comum na mesa dos brasileiros. Muitas pessoas acreditam que o produto é inofensivo para a saúde e indispensável na hora de preparar arroz, feijão, carnes, tortas e sopas. Mas será mesmo que vale a pena?

Caldos industrializados

Faz mal para a saúde consumir caldo pronto?

Em excesso, sim. É claro que, vez ou outra, consumir alimentos que contenham esse tipo de produto não vai causar um grande estrago. “Porém, muitos brasileiros ainda mantêm o hábito de adicioná-lo todos os dias no preparo da comida”, afirma Marcela Rossini Montenegro, nutricionista da Estima Nutrição.

“Além do excesso de sal e de sódio, esses produtos têm muita gordura, açúcar, aromatizantes e conservantes artificiais, como o glutamato monosódico.” Assim, uma das consequências é o ganho de peso.

Pelo potencial inflamatório das substâncias dos caldos prontos no organismo, há também o comprometimento do sistema imunológico. “Dessa forma, a chance de outras doenças aparecerem é maior”, conclui a nutricionista.

O caldo pronto, assim como outros alimentos industrializados, pode ser irritativo da mucosa estomacal e, assim, favorecer crises de gastrite.

Problemas de palatabilidade também podem surgir no decorrer dos anos, por conta dos tóxicos nas papilas gustativas. E, se o indivíduo ainda mantém outros hábitos nocivos, como sedentarismo e tabagismo, o quadro é mais crítico.




Comentários



Font Resize