Como conservar coentro por mais tempo na geladeira ou no freezer

0

Entre os temperos que você deve ter em casa para agregar ainda mais sabor à comida, o coentro, sem dúvidas, merece destaque! Ele tem um sabor cítrico que combina com diferentes tipos de pratos – como peixes, aves, molhos e saladas – e pode ser facilmente cultivado em casa. Mas, para fazer tudo isso, é muito importante saber como conservar o coentro por mais tempo e armazená-lo corretamente na geladeira ou no freezer, já que, infelizmente, a hortaliça não tem uma vida útil longa. Para te ajudar nessa tarefa, nós separamos algumas dicas sobre o assunto. Dá uma conferida!

Existem duas formas de conservar o coentro na geladeira

Para aumentar a durabilidade do coentro, você pode conservá-lo na geladeira de duas maneiras: a primeira consiste em higienizá-lo bem com água corrente e, depois, cortar o caule do tempero apenas dois dedos abaixo do nível onde começam as suas folhas. Para secar o coentro, use algumas folhas de papel toalha ou coloque-o em uma centrífuga para garantir que as folhas fiquem completamente secas. Depois é só colocar o tempero em um saco de zíper – para que ele não entre em contato com o ar – e levar à geladeira.

A segunda maneira consiste em reaproveitar um pote de vidro para armazenar o alimento. Dessa vez, você deve cortar o caule do coentro quatro dedos abaixo do nível de suas folhas depois de higienizar o tempero. Em seguida, preencha metade do pote com água, seque o coentro com as folhas de papel toalha e mergulhe-o no pote pela parte do caule de forma que as folhas fiquem do lado de fora. Por fim, cubra as folhas e a boca do pote com um saco para freezer e geladeira e vede bem com uma fita ou com um elástico.

Obs.: Quando você for utilizar o coentro, abra o recipiente, remova a quantidade de folhas necessárias e feche-o novamente. O tempero pode ser conservado na geladeira por cerca de 1 a 2 semanas, assim como outros tipos de folhas!

Para guardar o coentro no freezer, invista em sacos herméticos ou forminhas de gelo

Outra sugestão para prolongar a vida útil do coentro é recorrer à tática de congelamento. Para isso, lave o tempero normalmente, seque as suas folhas e remova todo o caule. Depois, é só colocá-lo em um saco hermético bem vedado e levar ao freezer.

Você também pode separar a hortaliça em pequenas porções (pensando na quantidade que deve utilizar) e colocar em forminhas de gelo. Neste caso, corte apenas as folhas de coentro, coloque-as na forma e preencha com um pouco de água (sem encher completamente). Em seguida, leve para o congelador! O coentro pode ficar no freezer por cerca de 2 a 3 meses. Outra dica é triturar uma boa quantidade das folhas no mixer e colocar o conteúdo nas forminhas sem nenhum outro líquido.

Obs.: Na hora de preparar o alimento, basta tirar os cubos da forma e esperar descongelar.

Fonte: Qualitá

Como substituir o açúcar sem deixar de adoçar as receitas

0
blank

Quem disse que na hora de adoçar sucos, cafés, chás e diferentes bebidas é necessário sempre usar açúcar refinado? Muita gente acaba esquecendo, mas existem outros ingredientes que funcionam como adoçantes naturais e podem muito bem substituir o açúcar refinado em diferentes receitas. Então, caso o seu objetivo seja variar no preparo de doces, nós separamos dicas de como substituir o açúcar no dia a dia. Dá uma olhada!

Utilize mel no preparo de chás e vitaminas ou para incrementar saladas de frutas

Quando se trata de preparar bebidas caseiras, como chás e vitaminas de frutas, você pode muito bem usar o mel para adoçar e dar um toque de sabor a mais. Ele é um produto natural produzido a partir do néctar das abelhas e, por isso, acaba sendo uma escolha mais nutritiva que o açúcar comum. Uma dica interessante para quem quer passar a consumir mais esse ingrediente e usá-lo para cobrir saladas de frutas – fica uma delícia!

Melado de cana é ótimo para preparar bolos, brownies e receitas de sobremesas

Feito a partir do cozimento do caldo de cana ou do derretimento da rapadura, o melado de cana nada mais é que uma calda espessa e saborosa: ele pode ser usado como adoçante natural em diferentes receitas. Ao contrário do açúcar refinado (que é muito pobre em nutrientes), o melado tem muito a acrescentar à alimentação, pois é fonte de minerais importantes. A melhor parte é que você pode fazer receitas de brownies, bolos, pudins, mousses, cookies e até mesmo molhos para carnes usando melado de cana. Além disso, ele pode ser consumido por veganos – ao contrário do mel – já que não é um produto de origem animal. Interessante, né?

Estévia é um adoçante natural ótimo para adoçar sucos, cafés e outras bebidas

Extraída da planta stevia rebaudiana berton (nativa da América do Sul), a estévia é um tipo de adoçante natural muito indicado para substituir o açúcar em sucos, vitaminas, chás, cafés e até mesmo no preparo de bolos e cookies. Além de ser pouco calórica, a estévia tem um potencial adoçante superior ao do açúcar – ou seja, é muito indicada para quem gosta de receitas realmente doces.

Xilitol é obtido das fibras de vegetais e funciona como adoçante natural

Assim como a stévia, o xilitol é um tipo de adoçante natural que pode muito bem substituir o açúcar em diferentes receitas. Para quem não sabe, ele é obtido a partir das fibras de alguns vegetais (como milho e ameixa) e, por isso, acaba sendo uma escolha mais interessante em termos nutricionais. O xilitol também tem um forte potencial adoçante e, geralmente, é indicado para substituir o açúcar no preparo de bolos, pudins, sucos ou cafés.

Aproveite o açúcar natural das frutas nas receitas

Você sabia que receitas com frutas muitas vezes dispensam o uso de açúcar? Vitaminas de banana, maçã, mamão, e doces como mousses ou saladas de frutas não precisam de mel ou açúcar refinado, por exemplo. Afinal, as frutas já contêm frutose – um tipo de açúcar natural que, inclusive, faz bem para a saúde. Fica a dica!

Fonte: Qualitá

Para que serve naftalina? Descubra se seu uso é realmente indicado

0
blank

Conhecida como um tipo de “repelente natural”, a naftalina é uma substância forte que já foi muito utilizada em guarda-roupas, armários, gavetas e dispensas para prevenir o surgimento de traças e outros insetos inconvenientes que aparecem nos ambientes mais úmidos e escuros na casa. No entanto, com o passar do tempo, a naftalina foi considerada um produto tóxico para os humanos, podendo causar sérios problemas de saúde caso fosse inalada com frequência. Para que você possa substitui-la na hora de limpar a casa e evitar o surgimento de pragas, nós separamos algumas dicas importantes.

Naftalina espanta ratos e baratas com eficiência, mas pode causar intoxicação

Apesar de ser eficiente na limpeza da casa, a naftalina é composta por um princípio ativo (substâncias físicas e químicas) que podem desenvolver sintomas como confusão mental, irritação nos olhos e na pele, dores de cabeça e intoxicações no organismo se forem inalados por um longo período de tempo.

Ou seja, colocar saquinhos ou bolinhas de naftalina nas gavetas dos armários (para controlar incidência de pragas como ratos e baratas) não é considerado a melhor opção a longo prazo! O ideal para a saúde é substituir o uso do produto por outros que possuem o mesmo efeito e também podem te ajudar a eliminar os insetos.

Evita mofo é um dos produtos que podem substituir a naftalina

Para substituir a naftalina e se livrar de manchas de bolor, fungos e outros micro-organismos que costumam estar presentes nas superfícies mais suscetíveis à mofo da casa, o evita mofo é o produto perfeito. Ele pode ser colocado em armários, colchões, gavetas e em outros ambientes em que há pouca circulação de ar e bastante umidade. Basta limpar o local com um pano levemente umedecido + vinagre branco e bicarbonato de sódio e acrescentar o produto depois.

Aromatizadores de ambientes com lavanda ajudam a combater os insetos

Quem prefere evitar as pedrinhas de naftalina pode passar a apostar nos aromatizadores de ambientes produzidos com essência de lavanda! Além de deixar todos os ambientes da casa sempre perfumados, o produto retirado dessa planta também pode ajudar no combate aos insetos e às traças, sendo uma boa opção para ser colocado em armários e gavetas.

Inseticidas ajudam a matar mosquitos, baratas e formigas

O inseticida – produto conhecido por matar mosquitos, baratas, formigas e outros insetos – também pode ser uma boa alternativa para substituir o uso da naftalina. Tudo o que você precisa é espirrar a substância diretamente nos insetos ou, no caso das baratas, rente ao chão (por baixo da barriga) e pronto! O produto tem um cheiro forte, mas ainda é bem menos tóxico que as pedrinhas de naftalina.

Fonte: Qualitá

22 truques para eliminar formigas

0
blank
FOTO: ISTOCK

Formigas muitas vezes são problemas numa casa, principalmente na cozinha. Seja em casa ou apartamento, é quase sempre impossível deixar qualquer alimento fora da geladeira sem que esses insetos apareçam. Elas surgem principalmente no verão e são atraídas por açúcares, carnes, mel e outros alimentos comuns na cozinha.

Mesmo mantendo a casa limpa, as formigas aparecem e invadem armários, pias, prateleiras, lixeiras e etc. Quando não é dentro, estão na parte de fora da casa. Seu jardim também pode sofrer com a presença de formigas que se alimentam de flores e folhas, trazendo danos para suas plantas e colheitas.

Aparentemente inofensivas, ainda assim é preciso estar atento à presença delas, já que esses bichinhos percorrem diversos caminhos, como ruas, lixos e esgotos e, por isso, podem carregar micróbios, fungos, germes e bactérias que contaminam alimentos e prejudicam a saúde humana. Confira aqui alguns truques para solucionar esse problema:

12 Formas de acabar com as formigas

Para combater a invasão das formigas não é preciso abusar de inseticidas. Se você sofre com esse problema, saiba que existe uma variedade de dicas e outras maneiras para te ajudar na missão de eliminá-las da sua casa. São várias formas, mais sustentáveis e saudáveis, para você se livrar desse inseto – e sem prejudicar o meio ambiente, sua saúde e a saúde da sua família.

1. Vinagre

blank

FOTO: ISTOCK

Para afastá-las das plantas do seu jardim, você pode utilizar um mistura de partes iguais de água e vinagre. Coloque em um borrifador e aplique nos vasos e nas plantas. Ou ataque diretamente as formigas que estiverem visíveis pela casa. O vinagre também pode ser utilizado para limpeza de ambientes. Borrife um pouco no piso da cozinha e evite o aparecimento desses insetos. A acidez dessa mistura acaba por eliminá-las.

2. Graxa

blank

FOTO: ISTOCK

Uma dica para proteger as árvores do quintal é utilizar graxa. Utilize um pedaço de pano amarrado no tronco da árvore e passe graxa. Também dá para utilizar essa técnica com baldes plásticos ou latas, é só adicionar a graxa na parte interna. Isso será um obstáculo para as formigas, pois elas acabarão grudadas na graxa.

3. Detergente

blank

FOTO: ISTOCK

O detergente também pode te ajudar nessa missão – e ainda é um método barato e de fácil acesso. Primeiramente, em um copo de 200 ml, acrescente metade de água (100 ml) e a outra metade complete com detergente (100 ml). Depois coloque o conteúdo em um borrifador e aplique em frestas, fendas e rachaduras ou outros locais onde possam haver formigas. A mistura irá acabar com elas!

4. Farinha de milho

blank

FOTO: ISTOCK

Espalhe pilhas de farinha de milho perto das plantas, do formigueiro ou no caminho das formigas. Para deixar a farinha mais apetitosa, acrescente um pouco de açúcar aos grãos. A farinha irá dificultar o processo de digestão das formigas, o que resultará na morte delas em alguns dias.

5. Gergelim

blank

FOTO: ISTOCK

Utilize sementes de gergelim espalhadas no canteiro, nos jardins ou no caminho das formigas. O gergelim é tóxico para o fungo que serve de alimentação para as formigas. Por isso, uma vez dentro do formigueiro, ele acabará por eliminá-las. Uma dica: evite colocar diretamente na entrada do formigueiro, opte por espalhar no caminho delas.

6. Vaselina

blank

FOTO: ISTOCK

Para acabar com as formigas de recipientes como lixeiras, fruteiras ou dos potes de comida de animais de estimação, aplique um pouco de vaselina nas bordas. A vaselina funcionará como uma armadilha e grudará as formigas que se aproximarem. Com essa técnica, elas não vão conseguir se alimentar e vão se afastar da sua casa.

7. Arroz

blank

FOTO: ISTOCK

Para eliminar formigueiros, coloque alguns grãos de arroz no seu entorno. Os grãos serão levados para dentro do formigueiro. Lá, ele será fermentado e vai dar origem a um fungo que contamina e mata esses insetos.

8. Bicarbonato de sódio

blank

FOTO: ISTOCK

Espalhe tampinhas plásticas pela casa, sobre a pia ou em lugares estratégicos, com uma mistura de açúcar e bicarbonato de sódio em partes iguais. O açúcar irá atrair as formigas e o bicarbonato irá atrapalhar o equilíbrio desses insetos, o que causará a morte deles.

9. Pimenta e café

blank

FOTO: ISTOCK

Cubra buracos e frestas onde possa haver formigas com pimenta-caiena para eliminá-las. Caso o local seja frequentado por crianças ou animais de estimação, opte pela borra de café. Grãos de café espalhados pelo vaso ou ao redor do tronco da árvore irá manter as formigas afastadas das suas plantas.

10. Óleo de hortelã-pimenta

blank

FOTO: ISTOCK

Para atrapalhar aquele caminho que as formigas fazem na pia e combatê-las, você pode borrifar óleo essencial de hortelã-pimenta. Deixe secar naturalmente. Borrife também em torno de janelas, portas ou outros lugares que existam formigas. Além de eliminar esses insetos, sua casa irá ficar com um cheirinho agradável!

11. Sabão de coco e fumo em corda

blank

FOTO: ISTOCK

Para combater formigas que ameaçam suas flores, árvores e plantas, você pode utilizar essa receita caseira que usa os seguintes ingredientes: 10g de sabão de coco, 5 cm de fumo em corda e 1 L de água. Misture em um recipiente: o sabão de coco, o fumo de corda picado e água. Deixe descansar por 1 dia e depois coe para retirar os restos de fumo. Borrife a mistura nas plantas. Isso irá afastá-las do seu jardim.

12. Alho

blank

FOTO: ISTOCK

Outra receita eficiente para combater formigas é utilizar uma solução com alho e água. Este ingrediente natural ajuda a eliminar esse inseto e a manter a casa protegida. Para isso você vai precisar de vários dentes de alhos e água. Coloque a água em uma panela e adicione o alho. Deixe repousar por 24 horas. Depois, coe a solução e aplique diretamente no ninho ou onde houver formigas.

10 Formas de prevenir o surgimento de formigas

Melhor do que combater formigas é evitar o seu surgimento dentro de casa ou no jardim. O primeiro passo – e o mais importante – é manter a sua casa sempre limpa. Existem também outras dicas fáceis e truques caseiros que vão facilitar e te ajudar a prevenir o surgimento de formigas. Confira:

1. Limpeza

blank

FOTO: ISTOCK

A principal forma de prevenção é manter sua casa sempre limpa. Evite louças sujas na pia, restos de comidas e migalhas espalhadas pelo chão. Deixe as latas de lixo sempre bem tampadas. Limpe com frequência o chão da cozinha e a bancada da pia. Mantenha os alimentos, principalmente os doces, em potes e recipientes bem fechados.

2. Cravo e Canela

blank

FOTO: ISTOCK

Para evitar o surgimento de formigas, encha com cravo um pote sem tampa (ou até mesmo um saquinho de tule) e coloque na cozinha, despensa ou armários. O mesmo procedimento pode ser feito com a canela em pau. Troque com frequência o conteúdo – em torno de 2 semanas – para manter a eficiência. Você também pode adicionar cravos em torno dos pratos de bolos e dentro do açucareiro para deixar as formigas bem longe.

3. Limão e laranja

blank

FOTO: ISTOCK

Outra dica para mantê-las longe do açucareiro é colocar um pedaço de casca de limão ou casca de algum outro fruto cítrico, como a laranja, dentro do recipiente. Você também pode colocar as cascas em torno do formigueiro para exterminá-lo. O suco do limão também é eficaz para evitar o surgimento dessas pequenas pragas. Espalhe nas bordas das janelas e portas da cozinha. O cheiro forte de fruta cítrica incomoda as formigas e vai afastá-las da sua casa.

4. Elimine frestas e rachaduras

blank

FOTO: ISTOCK

Verifique com frequência se há a existência de frestas ou rachaduras pela casa, tanto nas paredes quanto nos pisos e azulejos. São nesses pequenos buracos que as formigas fazem seus ninhos. Tampe-os com massa de vedação ou sabão e evite o surgimento desses insetos.

5. Plantas repelentes

blank

FOTO: ISTOCK

Você pode cultivar algumas plantas em horta ou jardim que são repelentes naturais, como a hortelã, o alho, cebolinha verde, manjerona, coentro, lavanda e losna. Para hortas, plante em todo o contorno do canteiro. O cultivo dessas plantas costuma ser bastante eficaz para evitar o surgimento das formigas.

6. Talco

blank

FOTO: ISTOCK

Para evitar a invasão de formigas no seu jardim, basta utilizar… Talco! Adicione um pouco ao redor das suas plantas e isso não deixará que os insetos se aproximem. O talco também pode ser utilizado para evitar o surgimento de formigueiros em tomadas e dutos elétricos, basta jogar uma fina camada e elas irão embora rapidamente. Mas lembre-se, nesse caso, você deve desligar a eletricidade na sua casa para usar o talco sem chances de levar um choque!

7. Giz

blank

FOTO: ISTOCK

Formigas não gostam de cruzar linhas de giz, por isso desenhe barreiras na sua casa. Faça linhas nas portas, janelas e próximas à alguma fresta. O carbonato de cálcio presente no giz vai impedir que elas entrem em sua residência.

8. Sal

blank

FOTO: ISTOCK

O sal espalhado nas janelas ou portas também impede que a formigas entrem na sua casa. Formigas não gostam de sal. Isso serve como um repelente e inibe uma invasão. Você também pode ferver água com um pouco de sal e borrifar essa mistura diretamente em áreas e frestas que possam haver o surgimento de formigas.

9. Folhas de plantas

blank

FOTO: ISTOCK

Coloque ramos de arruda, folhas de cânfora, de alfazema ou de louro dentro de armários ou gavetas. O cheiro dessas folhas irá evitar o surgimento de formigas nesses locais. As folhas de louro também podem ser colocadas dentro de potes com condimentos. Troque-as com frequência para manter a eficiência.

10. Barreiras físicas para árvores

blank

FOTO: ISTOCK

Para impedir formigas de atacarem árvores e plantas, crie barreiras físicas no quintal. Utilize um material circular um pouco maior que a área a ser protegida, como um balde ou sobras de canos. Coloque a esfera em torno da planta ou árvore. Enterre abaixo da terra em aproximadamente 1 cm. Esse método é bastante eficaz e irá evitar que as formigas cheguem até as folhas, flores e frutos.

Lembre-se que as formigas têm a sua importância na natureza e também trazem benefícios para o meio ambiente. Proteja sua casa e utilize principalmente as dicas de prevenção, elas são a melhor maneira de evitar que as formigas façam morada na sua casa. Caso as soluções acimas não solucionem seu problema, procure uma ajuda profissional para lhe auxiliar.

Remédios caseiros para sinusite

0
blank

Um excelente remédio caseiro para sinusite é fazer a limpeza do nariz e seios nasais com uma mistura de água morna e sal, pois ajuda a eliminar o excesso de secreções e reduz a inflamação, aliviando os sintomas como dor e pressão no rosto.

Porém, caso não se consiga fazer a limpeza do nariz ou se prefira outro tipo de tratamento, existem outras opções naturais, como a nebulização com eucalipto, o suco de urtiga ou o chá de camomila, que podem completar o tratamento indicado pelo médico.

Estes remédios podem ser utilizados durante cerca de 2 semanas, mas se não existir qualquer melhora dos sintomas após 7 dias, é recomendado consultar o clínico geral ou o otorrinolaringologista para avaliar o problema e identificar se existe necessidade de iniciar o uso de remédios mais específicos. ​

1. Remédio caseiro para sinusite aguda

remedio-caseiro-para-sinusite_12535_l

Um bom remédio caseiro para a sinusite aguda, que surge de um momento para o outro, é inalar o vapor de eucalipto porque tem propriedades expectorante e anti-séptica, aliviando de forma rápida a congestão nasal.

No entanto, existem algumas pessoas que podem ser mais sensíveis ao óleo essencial liberado pelo eucalipto e, nesse casos, pode haver uma piora dos sintomas. Caso isso aconteça, deve-se evitar fazer esta inalação.

Ingredientes

  • 5 gotas de óleo essencial de eucalipto;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Colocar a água fervente numa bacia e adicionar as gotas do óleo essencial com o sal. Depois cobrir a cabeça e a bacia, inalando o vapor do chá. É importante respirar o vapor o mais profundamente possível por até 10 minutos, repetindo 2 a 3 vezes ao dia.

Caso não se tenha óleo essencial em casa também é possível fazer a inalação mergulhando algumas folhas de eucalipto em água fervente, pois o óleo natural da planta será transportado pelo vapor de água.

2. Remédio caseiro para sinusite alérgica

remedio-caseiro-para-sinusite_33395_l

Um bom remédio caseiro para sinusite alérgica pode ser o suco de hortelã com urtiga, pois tem propriedades anti-inflamatórias, anti-alérgicas e descongestionantes que ajudam a diminuir a irritação e a eliminar as secreções, aliviando os sintomas da sinusite causada por uma reação alérgica.

Ingredientes

  • 5 g de folhas de urtiga;
  • 15 g de hortelã;
  • 1 copo de água de coco;
  • 1 colher (de sopa) de mel de eucalipto.

Modo de preparo

Colocar as folhas de urtiga para cozinhar em uma panela com água. Depois, colocar as folhas cozinhadas, junto com a hortelã a água de coco e o mel no liquidificador e bater até obter um suco homogêneo. Beber 2 vezes por dia, entre as refeições.

É muito importante cozinhar as folhas de urtiga antes de usar, pois na sua forma natural a urtiga causa reação alérgica, só perdendo essa capacidade depois que é cozinhada.

3. Remédio caseiro para sinusite infantil

remedio-caseiro-para-sinusite_12537_l

O vapor de água é por si só um excelente remédio caseiro para sinusite, pois ajuda a aumentar a temperatura das vias respiratórias superiores, aliviando o desconforto. No entanto, também se pode fazer a inalação do vapor com camomila, uma vez que essa  planta tem excelentes propriedades calmantes e não está contraindicada para crianças.

A inalação deve ser sempre feita com supervisão de um adulto, mesmo que a criança já tenha feito outras inalações anteriores, uma vez que existe um grave risco de queimadura.

Ingredientes

  • 6 colheres de chá de flores de camomila;
  • 1,5 a 2 litros de água.

Modo de preparo

Ferver a água e depois adicionar o chá. Em seguida, colocar o rosto da criança sobre a tigela e cobrir a cabeça com uma toalha. Deve-se pedir para que a criança respire o vapor por no mínimo 10 minutos.

Antes de dormir, também pode-se colocar 2 gotas de óleo essencial de limão no travesseiro para ajudar a dormir melhor.

Confira ainda outras opções de remédios caseiros para sinusite:

 

Fonte: Tua Saude

3 Remédios caseiros para Artrose

0
blank

Alguns remédios caseiros, preparados em casa com plantas naturais fáceis de achar, são uma excelente opção econômica para completar o tratamento da artrose. Geralmente, são capazes de diminuir a inflamação na articulação, potenciando o efeito dos medicamentos receitados pelo médico e aliviando ainda mais a dor.

Dessa forma, estes medicamentos não devem ser utilizados como substituto do tratamento indicado pelo médico, mas são muito indicados porque podem aliviar ainda mais a dor ou evitar que volte a surgir. Sempre que se usa este tipo de remédios naturais é importante informar o médico para que ele possa avaliar a necessidade de adequar a dose dos medicamentos.

1. Chá de alecrim

remedio-caseiro-para-artrose_19909_l

O alecrim possui propriedades que ajudam na restauração da articulação, sendo um ótimo complemento para o uso de remédio anti-inflamatórios e aliviando bastante os sintomas do reumatismo.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de folhas verdes ou secas de alecrim
  • 250 ml de água fervente

Modo de preparo

Adicione as folhas de alecrim numa xícara de água fervente e deixe descansar por 10 minutos. Depois, coe e beba o chá ainda morno, repetindo 2 a 4 vezes por dia.

2. Chá de salgueiro e ulmária

remedio-caseiro-para-artrose_19910_l

Já o há de salgueiro e ulmária possui fortes propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que ajudam a aliviar a dor de vários problemas nas articulações, como artrose, artrite ou gota. Além disso, como a ulmária ajuda a baixar ligeiramente a temperatura corporal, o efeito pode ser sentido por mais tempo.

Ingredientes

  • 1 copo de água
  • 1 colher (de sopa) de cascas do tronco de salgueiro
  • 1 colher (de sopa) de ulmária

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes numa panela e deixe ferver por, aproximadamente, 5 minutos. Tampe, deixe esfriar e, quando estiver morno, coe e beba a seguir. Recomenda-se tomar 1 xícara de manhã e outra à noite.

Além de tomar estes remédios caseiros diariamente, pode-se ainda fazer uma pequena massagem na articulação afetada, utilizando o óleo de amêndoas doces morno.

3. Compressa com linhaça

remedio-caseiro-para-artrose_30597_l

Uma outra ótima opção de tratamento caseiro para alívio da dor é usar uma compressa de linhaça.

Ingredientes

  • 1 copo de linhaça
  • 1 pé de meia ou uma fronha de bebê

Modo de preparo

A solução consiste em colocar as sementes de linhaça dentro da meia ou da fronha e prender com um nó ou costurar. Basta esquentar no micro-ondas por cerca de 2 minutos e depois colocar ainda morno sobre a articulação com artrose.

Assista no vídeo a seguir como pode fazer essa compressa usando arroz ou outras sementes secas:

Fonte: Tua Saude

Dores crônicas têm impacto direto na saúde e qualidade de vida

0
blank

Muitas pessoas sofrem de dores crônicas, um incômodo constante que, sem que a pessoa perceba, deixa de ser apenas um problema localizado e acaba refletindo na saúde e na qualidade de vida de forma global. Isso acontece pois, principalmente quando o desconforto envolve a locomoção – como dores nos pés, tornozelos e joelhos –, a rotina diária começa a sofrer limitações e, consequentemente, também os cuidados com a saúde.

Uma pessoa com dores acaba deixando de lado atividades do dia-a-dia que geram outros problemas e até mesmo doenças em um círculo vicioso:

Atividades Física – Em busca de um alívio para a dor, aos poucos as rotinas que envolvem qualquer tipo de atividade física acabam sendo evitadas, até os mais simples como uma caminhada, sair para comprar alimentos e até mesmo ir ao médico buscar ajuda.

Alimentação – A alimentação acaba sendo prejudicada. Além de evitar sair às compras mais vezes, o que não permite o consumo de alimentos frescos, também se torna um desafio ficar em pé para cozinhar.

Emocional – Tudo isso impede que a pessoa interaja socialmente com amigos e familiares e, até mesmo, que tenha uma boa performance em seu trabalho.

Muitas dores têm origem em problemas nos pés

Muitas das dores mais reclamadas pelas pessoas estão relacionadas aos pés, tornozelos e joelhos, que podem parecer um grande problema, no entanto já podem ser solucionadas de forma simples com ajuda da tecnologia.

Por exemplo, uma das principais causas de dores nas pernas tem origem no chamado “pé chato”. Apesar de muitas pessoas não serem diagnosticadas com o problema na juventude, é algo que pode surgir com o avanço da idade, principalmente em casos de sobrepeso e vida sedentária que fazem os músculos dos pés cederem e os arcos caírem. De acordo com uma pesquisa da empresa especializada Pés Sem Dor, na terceira idade 25,4% da população brasileira apresenta a falta da curvatura nos pés.

Com a queda dos arcos, o esqueleto se deforma e as pernas passam a apresentar o formato em “X” que, além dos pés, leva a dor para os tornozelos e os joelhos.

“Para pessoas que sofrem com os pés chatos, apenas o fato de ficar em pé pode ser algo doloroso. Pacientes descrevem a sensação de estarem pisando em bolas de golfe”, conta Mateus Martinez, Diretor de Fisioterapia da Pés Sem Dor.

Solução para as dores e mudança no estilo de vida são simples

No passado, para solucionar problemas como estes eram necessários calçados ortopédicos caros, extremamente desconfortáveis e que o alívio demorava para ser alcançado ou, muitas vezes, não resolviam o problema.

Atualmente, a tecnologia já permite uma solução muito mais simples e imediata com a confecção de palmilhas totalmente personalizadas e precisas para a necessidade de cada indivíduo e a diferença existente entre cada um dos pés.

Um exemplo disso é a tecnologia exclusiva desenvolvida pela Pés Sem Dor, uma empresa brasileira que utiliza escaneamento digital, inteligência artificial e impressão 3D na confecção de palmilhas. “O apoio correto e preciso da sola dos pés oferece um conforto instantâneo e a pessoa consegue voltar desfrutar de uma melhor qualidade de vidas”, explica Martinez.

Novo estilo de vida proporciona maior longevidade

A simples decisão de se adotar palmilhas ortopédicas e acabar com as dores crônicas causadas nos pés tem efeito direto em novos hábitos de estilo de vida e, consequentemente, maior longevidade.

Um exemplo claro disso é o próprio Sr. Thomas Case, empresário conhecido por ser o fundador e responsável pelo sucesso da plataforma de empregos online Catho e que, hoje, é proprietário da Pés Sem Dor.

Seu novo negócio surgiu exatamente quando Case sofria de dores e com pés totalmente chatos que limitavam muito sua locomação. Seu tornozelo esquerdo desabado causava estalos de dor, um desconforto sentido também em seus joelhos. Em busca de uma solução, encontrou alívio imediato ao adotar as palmilhas ortopédicas. Atualmente, com 82 anos, comanda e trabalha todos os dias na Pés Sem Dor e faz uma hora e meia de exercícios diariamente.

Sobre a Pés Sem Dor

Em 2009, Thomas Case buscava uma solução para seus próprios problemas com a dor devido aos seus pés chatos, tornozelos desabados e problemas no joelho. A simples confecção de uma palmilha ortopédica sob medida conseguiu alcançar um alívio total. A partir dessa experiência e com sua visão empreendedora, avaliou que este poderia ser um mercado muito interessante, já que dores desse tipo são um problema comum na rotina das pessoas.

Seu desafio na época era massificar o desenvolvimento e distribuição daquelas palmilhas até então produzidas de forma artesanal e, consequentemente, muito limitada. A partir desse propósito o negócio foi rapidamente estruturado com a realização de investimentos nas mais avançadas tecnologias de escaneamento digital, inteligência artificial e impressão 3D. Nascia então a Pés Sem Dor.

Atualmente, são 55 pontos de avaliação e vendas onde trabalham 108 fisioterapeutas. A linha de produção que recebe um a um os pedidos totalmente personalizados é composta por 110 impressoras, formando o maior parque de impressoras 3D do Brasil. Um processo totalmente sustentável sem produção de resíduos e ainda sem poluição sonora.

São diversos tipos de palmilhas, de acordo com seu uso, como as específicas para uso em tênis, chuteiras, sapatos de salto alto, chinelos, etc. Todas produzidas em filamentos de TPU (poliuretano termoplástico), um material que possui resistência e flexibilidade garantindo mais conforto e durabilidade.

www.pessemdor.com.br

Hidrogel de gengibre criado por brasileiro evita amputação em diabéticos

0
blank

Nada é tão eficaz em melhorar a vida de quem mais precisa do que o estudo, a pesquisa e a ciência. Mais uma prova concreta de tal máxima veio diretamente do INPA, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – mais precisamente das mãos e do trabalho de Carlos Cleomir de Souza Pinheiro, pesquisador do instituto. Há 20 anos que Carlos vem desenvolvendo um hidrogel à base de gengibre amargo, capaz de evitar amputações das extremidades em pacientes que sofrem de diabetes – e o produto chegará ao mercado ainda esse ano.

blank
O pesquisador Carlos Cleomir de Souza Pinheiro entre mudas de gengibre amargo


De acordo com Carlos, doutor em Biologia e Recursos Naturais, seu hidrogel foi testado em 27 pacientes diabéticos que sofriam com úlceras nos pés indicadas para amputação – e alcançou a cura em 95% dos casos. Segundo o pesquisador, a cura se dá a partir do potencial cicatrizante, anti-inflamatório, analgésico e vasodilatador que o gengibre amargo oferece. O produto vem sendo desenvolvido e testado desde 2004 e, segundo pacientes que utilizaram o hidrogel, a cura veio em menos de dois meses de uso.

blank

Para produção do medicamento, Carlos criou a Biozer da Amazônia, empresa incubada no INPA, a fim não só de produzir o gengibre amargo como de possibilitara chegada do hidrogel ao mercado. Trata-se de um trabalho desenvolvido em parceria com a Unicamp, a Faculdade de Medicina do ABC, a Universidade Federal do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas e a Fundação de Controle da Oncologia do Estado do Amazonas. O produto já teve sua patente requerida, e está agora aguardando liberação Anvisa. A comercialização deve começar em no final do ano, mas, para além da incrível notícia, trata-se de um exemplo concreto do tipo de avanço que o investimento em pesquisa e ciência como um todo é capaz de promover.

blank
Carlos com a Medalha de Ouro Deodato de Miranda Leão, outorgada pela Câmara Municipal de Manaus

Fonte: Hyperness, por Vitor Paiva

Camapu: A planta que ajuda na recuperação do Alzheimer e Parkinson

0
blank
Por Saber Viver Mais

Camapu, fisalis ou juá-de-capote é muito comum aqui no nosso país, em diversas regiões. Na verdade, são duas as espécies: o Camapu (Physalis pubescens) e o Juá de capote (Physalis angulata), com diferentes características que podem ser facilmente cultivadas aqui.

Mas, o interessante é que a ciência está estudando esta planta pois, ela ajuda na recuperação dos neurônios e, portanto, das doenças neuro-degenerativas como o Alzheimer, o Parkinson e diversas outras.

Pesquisadores do Pará descobriram que uma das substâncias que o camapu (Physalis pubescens) contém no talo da planta tem a potencialidade de estimular a produção de novos neurônios no hipocampo – o hipocampo é a área do nosso cérebro que está ligada à memória – e buscam desenvolver medicamentos fitoterápicos que possam ser aplicados aos seres humanos pois, por enquanto a pesquisa se limita a outros animais. Esta pesquisa também aponta a possibilidade de que estes medicamentos possam ser usados para os que sofrem de depressão grave, onde há perda neuronal.

“A notícia é muito boa, principalmente pelo fato de esta substância estimular o crescimento neuronal na área do hipocampo. A gente está falando da criação de novos neurônios, algo que algum tempo atrás não se falava”, diz Milton Nascimento dos Santos, do Grupo de Pesquisas Bioprospecção de Moléculas Ativas da Flora Amazônica da da Universidade Federal do Pará.

Essas propriedades neurogênicas do camapu foram testadas em laboratório e em ratos e agora iniciam-se os testes clínicos e de produção a larga escala, para subsidiar a indústria farmacêutica nacional.

Mas, pelo visto, essa substância do talo do camapu é muito complexa e há dificuldades na sua sintetização, mas a planta é de fácil reprodução, com ciclo bianual. “A substância pode ser uma maravilha, mas se só é produzida pela planta uma vez por ano, a produção de fitoterápicos ficaria inviável”, diz Silva.

PROPRIEDADES MEDICINAIS DO CAMAPU

O camapu tem outras propriedades medicinais reconhecidas – é anti-inflamatório e anti-protozoário (inclusive há dados de que seu uso pode ajudar a tratar aqueles que sofrem de Mal de Chagas).

A descoberta da substância que faz com que os neurônios se regenerem foi uma casualidade da pesquisa, que apontava seus estudos para estes outros aspectos curativos do camapu.

Há mais estudos sobre as propriedades medicinais da Physalis angulata, que é conhecida como purificadora do sangue, fortalecedora do sistema imunológico e redutora das taxas de colesterol, dentre vários outros usos.

Aqui há uma tabela, com referências bibliográficas, que aponta o uso detalhado dessa espécie de fisalis, onde se mencionam qualidades calmantes, depurativas, desobstruintes, diurética, antioxidante, antibacteriana, antitumoral e outras.

CAMAPU NO JARDIM

Mas, caso você queira ter um pé de camapu, ou de juá-de-capote, a recomendação é de que não jogue as sementes na sua horta. Essa planta é bastante agressiva em seu crescimento e vai ocupar todo o espaço, passando por cima das outras plantas, com certeza. Então, faça um canteiro só para a sua fisalis, essa é a dica. Você pode comprar as frutinhas no mercado e separar as sementes, deixá-las secar e semear em terra fértil.

Outra fisalis que se encontra nos mercados é uma conhecida como Golden Berry a Physalis peruviana, cujo crescimento é tão agressivo quanto das outras espécies.

Por Saber Viver Mais

Pesquisa comprova que adoçantes não emagrecem nem melhoram a saúde

0
blank
Estudo apntou não existir diferença entre aqueles que utilizaram adoçantes e açúcar Foto: Pixabay

Adoçantes artificiais e de baixa caloria podem não auxiliar na perda de peso, nem na melhoria da saúde. A conclusão faz parte de um estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a pedido da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado na British Medical Journal (BMJ), no início de janeiro.

O estudo analisou 56 pesquisas sobre o impacto do uso de adoçantes, como o aspartame e a estévia, no peso, no controle glicêmico e em doenças cardiovasculares. O estudo concluiu não existir “nenhuma diferença estatística ou clínica relevante entre aqueles que utilizam adoçantes e açúcar.”

Foram observados o impacto do produto baseado em parâmetros como a saúde bucal, doenças renais e cardiovasculares, câncer, níveis de açúcar no sangue, peso e índice de massa corporal (IMC) em adultos e crianças.

Para os pesquisadores, as evidências de que o uso de adoçantes ajudaria na redução do IMC e o açúcar no sangue foram consideradas pouco convincentes, inclusive entre as pessoas consideradas obesas e com sobrepeso. Nas crianças, a pequena redução no ganho de quilos com o uso não chegaria a afetar a massa corporal.

O estudo também buscou evidências de efeitos colaterais do uso da substância, mas as análises foram consideradas inconclusivas. Os responsáveis apontaram a necessidade de que novas pesquisas sejam feitas, a fim de aprofundar as conclusões do relatório.

— Estudos de longo prazo são necessários para avaliar os efeitos sobre o sobrepeso e a obesidade, o risco de diabetes, doenças cardiovasculares e doenças renais —, ressaltaram os pesquisadores responsáveis.

A necessidade de aprofundamento nos estudos foi ratificada no editorial do periódico, escrito pelo pesquisador Vasanti S. Malik, da Escola de Saúde Pública de Harvard:

— Ensaios maiores e mais rigorosos realizados até agora fornecem fortes evidências de que a substituição de bebidas açucaradas por alternativas reduz o ganho de peso em crianças e adolescentes após um ano de acompanhamento. Não podemos negligenciar isso.

No entanto, para Malik, com base nas evidências existentes, substituir o açúcar por adoçantes, especialmente em bebidas, “pode ser uma estratégia útil para reduzir o risco cardiometabólico [chances de ter diabetes e doenças cardíacas] entre os consumidores, junto com a substituição por água e outras bebidas saudáveis”.

— Políticas e recomendações precisarão ser atualizadas regularmente à medida que mais evidências surgirem para assegurar que os melhores dados disponíveis sejam usados para informar o importante debate sobre o açúcar na saúde pública e suas alternativas.

Em todo o mundo, fabricantes de bebidas estão sob pressão para reduzir o teor de açúcar de seus produtos, em virtude da obesidade. Na Inglaterra, por exemplo, a responsável pela saúde pública pediu um corte de 20% no índice de açúcar até 2020, com uma redução de 5% no ano até abril de 2018. A indústria não conseguiu alcançar essa meta, atingindo 2% em vez disso.

Muitas empresas optaram por usar adoçantes artificiais em vez de açúcar, principalmente em refrigerantes. A OMS tem como objetivo produzir orientações sobre os adoçantes,  uma vez que seu uso segue sendo visto como uma “alternativa saudável aos açúcares.”

Fonte: Jornal O Globo